As orquídeas são as rainhas do favoritismo quando se fala em plantas.

Por isso, para quem ama a natureza e as plantas e deseja cultivar orquídeas, deve saber os principais pontos para cultiva-la da maneira mais correta possível.

Acompanhe abaixo todas as peculiaridades sobre como cultivar orquídeas; qual a melhor forma de adubar, irrigar, como deve ser a luminosidade e ventilação, qual o melhor tipo de vaso, e etc.

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE AS ORQUÍDEAS

Em regra, as orquídeas que estão presentes no Brasil são epífitas, ou seja, crescem presas a árvores.

Apesar de não roubar qualquer nutriente oriundos dela, você não pode simplesmente arranca-la, pois, as raízes são usadas para fixar a planta no caule das árvores.

como cultivar orquideas

Além do indivíduo não arrancar essa planta das árvores em que estão ligadas, também é fundamental que não adquira ou colete orquídeas que são oriundas da mata.

Pois esse tipo de planta já foi bastante extinto por colecionadores e mateiros. Procure sempre a adquirir de empresas que são produtoras de mudas ou de orquidófilos.

Já as orquídeas de origem phalaenopsis, crescem a partir das hastes das antigas orquídeas, ou seja, não se pode cortar a haste floral, a não ser que a planta tenha secado por conta própria.

Se ele estiver verde, deixe como está.

plantar orquideas

ADQUIRA ORQUÍDEAS QUE SÃO ADAPTADAS À SUA REGIÃO

É fundamental que adquira orquídeas de preferência que sejam da sua região ou que são adaptáveis, assim o risco de não morrerem é maior.

Além de que as orquídeas florescem apenas uma ou duas vezes por ano, portanto, é interessante que possua várias espécies, já que seu ciclo de floração é diferente, para que assim sempre tenha chances de possuir uma planta florida que embeleze o seu jardim.

COMO FAZER A IRRIGAÇÃO  DE MANEIRA CORRETA

É muito fácil matar as orquídeas, por isso, a sua forma de irrigação deve ser para sempre deixar o vaso úmido, e em hipótese alguma, poderá ficar encharcado, já que o excesso de água é um dos principais motivos da sua morte.

Também é aconselhável não deixar um pratinho embaixo do vaso, pois isso causa um apodrecimento das raízes.

Em resumo, deve-se aguar bastante uma ou duas vezes por semana e deixar que aquela água escorra totalmente, já nos outros dias da semana, apenas vaporize quando a planta não estiver sob o sol, ou seja, pela manhã cedo ou no final da tarde.

orquideas

COMO DEVE SER A LUMINOSIDADE E A VENTILAÇÃO DO AMBIENTE PARA O CULTIVO DAS ORQUÍDEAS

A luminosidade das orquídeas deve ser feita em locais que possa receber o sol no horário da manhã, ou no final da tarde, como já dito acima. Ou seja, coloque-as para receber um banho de sol até as 9 horas da manhã, ou depois das 16 horas da tarde.

Essa luminosidade é fundamental para que a planta floresça forte e saudável.

Já em relação a ventilação, as orquídeas devem ser postas em locais arejados, mas não podem ser locais que recebem forte ventilação, já que nesses casos podem derrubar os vasos e macucar a planta.

COMO ADUBAR AS ORQUÍDEAS

Como toda planta, as orquídeas também precisam de nutrientes, por isso, o ideal é adubá-las em regra, uma vez por semana.

Você poderá encontrar esses adubos nos supermercados na seção de jardinagem, e os mais aconselháveis são o NPK 20-20-20, os que contem farinha de osso, os orgânicos, torta de mamona, e etc.

Mas se escolher os adubos que contenham líquidos foliares, deve-se adicionar algumas gotas de água para poder realizar a vaporização.

E deve-se também molhar a parte inferior das folhas onde fica localizado os estômatos, para que possam absorver os nutrientes e a água.

COMO EVITAR PRAGAS E DOENÇAS NAS ORQUÍDEAS

Se a orquídea for cultivada da maneira correta (sem excesso de umidade, por exemplo), se tornará mais resistente a praga e doenças.

Um dos maiores inimigos das orquídeas são as cochonilhas (pequenos organismos que sugam a seiva da planta e podem mata-las).

Caso tenha conhecimento desse organismo nas suas plantas, combata-os com produtos químicos que contenham formulas naturais, pois são os menos prejudiciais a planta.

QUAL O MELHOR TIPO DE VASO PARA CULTIVAR 

Você deverá colocar as orquídeas em vasos de barros que contem furos nas laterais ou nos xaxins de palmeira.

Mas o mais aconselhável ainda são os xaxins já que são feitos com produto natural, livre de qualquer substancia tóxica ou química.

Além de a absorção de água e nutrientes é altíssima, permitindo assim, um enraizamento ideal.

E por último, não jogue o vaso fora.

Várias pessoas acham que depois que a orquídea da flor, elas morrem e não é verdade, elas irão florescer novamente, e o tempo vai variar de acordo com a espécie.

A Phalaenopsis, por exemplo, chega a florir em média, três vezes ao ano.