AGRICULTURA E IMPACTOS AMBIENTAIS

Agricultura e os impactos ambientais

A agricultura é uma atividade que visa a produção de alimentos, porém ela causa diversos impactos ambientais no planeta.

Sem dúvidas é a atividades mais antiga que existe, pois no passado as pessoas comiam apenas aquilo que plantavam.Porém, com o passar dos anos, os recursos utilizados para a produção agrícola começaram a mudar e estão trazendo resultados negativos para saúde e vida dos indivíduos.

A mecanização hoje em dia é o recurso mais comum para cultivar a terra, devido a demanda de alimentos ser gigantesca na indústria agrícola.

Claro que não se pode negar que essa atividade é essencial para a alimentação humana e de acordo com pesquisas, essa atividade fornece alimentos para mais de 7 bilhões de pessoas ao redor do mundo.

Mas os recursos utilizados para a sua produção como insumos e novas técnicas produtivas que fazem com que o alimento dure mais está afetando significativamente o meio ambiente.

QUAIS SÃO OS IMPACTOS AMBIENTAIS

Os maiores impactos ambientais que a agricultura está provocando são os elencados abaixo:

  1. Desmatamento ou desflorestamento

O desmatamento é um impacto causado exclusivamente pela atividade humana que destrói a floresta para extrair sua madeira o que enriquece a indústria madeireira ou para obter solo vasto para plantio auxiliando a indústria agrícola.

Como uma das principais consequências do desmatamento se tem a diminuição dos absorventes do dióxido de carbono, ou seja, o meio ambiente sofre drasticamente pois não consegue absorver a quantidade necessária do principal causador do efeito estufa.

Em resumo, a atividade agrícola agrava e muito o aquecimento global.

  1. Erosão

A erosão consiste em um processo que desloca a terra ou as rochas da superfície da qual estão presas.

Esse processo pode ocorrer através de eventos naturais ou por causa de ações do ser humano.

erosão impacto ambiental
A Erosão causada pela agricultura gera enormes problemas.

É devido a ação humana quando é retirado a cobertura vegetal do solo para plantio, pois aquele solo perde sua consistência e não consegue mais absorver água, ou seja, nem o solo nem as plantas absorvem a água e é por isso que ocorrem as enchentes e os desmoronamento de morros.

  1. Poluição das águas

Há um grande mito sobre o consumo de água ser maior nas residências, mas isso não é verdade, o consumo maior de água doce se encontra nas irrigações de campos agrícolas.

De acordo com pesquisas da FAO-ONU (organização das nações unidas para alimentação e agricultura) 70% da água doce dos lagos, reservatórios subterrâneos e rios são destinados para essa irrigação.

O que acaba por causar um maior consumo em lavouras que utilizam métodos de irrigação pouco eficientes. Nesses casos o consumo é bem maior.

Fora o grande consumo da água, os produtos agrotóxicos que são jogados nela apresentam como componentes resíduos venosos que provocam várias doenças.

Então, a poluição da água é devida o uso descontrolado de defensivos agrícolas e de adubos o que acabam por gerar o excesso de nutrientes nos produtos. Esse excesso é chamado de eutrofização.

  1. Desertificação

Desertificação é um processo ocasionado pelo uso irregular do solo que em geral ocorre pela grande produção de animais em especial a produção de gado que desgasta o solo de forma assombrosa tornando o solo totalmente infértil.

impacto ambiental pela agricultura
Os impactos ambientais pela agricultura são sério.

Como o solo fica infértil, não há plantação nenhum que consiga durar, tornando a área deserta.

Infelizmente esse é um processo que não tem mais volta.

  1. Queimadas

As queimadas são práticas bem antigas que tem como intuito limpar o terreno ou pasto utilizando do uso do fogo de forma controlada para preparar o solo para um o plantio futuro.

Mas fora a hipótese de limpar o terreno, o agricultor também utilizada das queimadas para eliminar doenças ou pragas que estão presentes na sua plantação.

queimada para agricultura
Queimada ainda é o impacto ambiental mais forte por causa da agricultura

O que muitos não pensam é que o fogo destrói plantas, sementes e raízes, tornando impossível a sua sobrevivência naquela área, a não ser que futuramente aja sua recolocação através do tratamento do solo por pratica humana, animal ou por agentes físicos.

Outro ponto negativo trazido pela queimada são os problemas de saúde que derivam do aquecimento global causado pela emissão de dióxido e monóxido de carbono lançado na atmosfera que agrava o efeito estufa.

  1. Destruição de mananciais

A destruição dos mananciais é devido ao acrescentamento da agricultura sobre as matas nativas, destruindo assim a nascente.

Essa devastação ocorre sobre as matas ciliares, por conta também dos resíduos industriais e agroquímicos que contaminam os mananciais, pelos lixos hospitalares e esgotos urbanos e pelo consumo de água destinados ao consumo humano, a pecuária, agricultura e a indústria.

Mas como propostas de resolução para esse caso foi possível encontrar duas; tratar a água como um negócio ou a água como vida.

No caso da água tratada como negócio é em relação ao seu valor econômico já que é um problema futuro de escassez é possível criar uma legislação e regulamentar o seu consumo, criando assim um objeto lucrativo.

Compartilhe com os amigos:
Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *