TECIDO EPITELIAL

tecido epitelial foto

Muitas pessoas sentem dúvidas ou querem saber mais sobre o famoso tecido epitelial.

Pensando nisso, resolvemos apresentar nesse texto as suas principais peculiaridades.

tecido epitelial

CARACTERISTICA E ORGANIZAÇÃO DO TECIDO EPITELIAL

O tecido epitelial apresenta diversas características, entre as principais, podemos observar as suas células que são chamadas de justapostas devido permanecerem extremamente unidas.

A sua ínfima quantidade de material intercelular ou as proteínas da membrana é que são as responsáveis por fazer com que essa ligação se encontre tão junta.

A sua alta capacidade de nutrição e oxigenação por conta da difusão que ocorre por meio da lâmina basal, o suprimento nervoso, a inexistência de vasos, a alta capacidade de regeneração e a formação de células unidas e organizadas são também características de grande relevância.

Já dentre as suas funções, a mais conhecida desse tecido é o revestimento que ele faz na superfície externa do corpo, nos órgãos e nas cavidades interna, além de ser secretora, ou seja, realizar a liberação de secreção.

Mas o interessante desse tecido é que como não há presença de vasos sanguíneas na sua formação, a oxigenação, nutrição e remoção dos detritos, ocorre por meio dos capilares do tecido adjacente.

A sua estrutura se dá na medida que as células são ligadas a membrana basal que agem para proteger o tecido conjuntivo subjacente.

Já na superfície livre, o tecido pode sofrer na sua membrana plasmática, modificações como cílios e/ou micro vilosidades.

E a sua classificação ocorre com base no formato da sua célula ou com base na sua função.

tecido epitelial revestimento

CLASSIFICAÇÃO DESSE TECIDO COM BASE NA FORMA

  • Tecido epitelial cúbico

Para o tecido cúbico, a maior característica dessa célula como o próprio nome já diz, é o seu formato de cubo.

Além de que ele pode ser encontrado em 5 locais;

  1. Túbulos renais
  2. Ductos
  3. Ácinos das Glândulas
  4. Epitélio do ovário
  5. Epitélio da retina
  • Tecido epitelial pavimentoso

No tecido pavimentoso, suas células são achadas e são encontradas formando a epiderme.

Mas podem ser encontradas em outros locais.

  • Tecido epitelial prismático

A célula epitelial prismática é retangular e alta.

Fica localizada nas tubas uterinas, ductos biliares, mucosa do estômago e etc.

tecido revestimento

CLASSIFICAÇÃO DESSE TECIDO (CAMADAS) COM BASE NO ARRANJO

  • Tecido epitelial simples

O tecido recebe o nome de simples, quando apresenta em seu formato apenas uma camada de células.

  • Tecido epitelial de transição

O tecido de transição é caracterizado por possuir várias camadas de células, uma grande capacidade de distensão e é encontrado no sistema excretor.

O sistema excretor é o responsável por eliminar as substancias encontradas em excesso no corpo, além de todos os seus produtos tóxicos.

  • Tecido epitelial estratificado

O seu arranjo possui várias camadas de células, por isso o nome estratificado.

  • Tecido epitelial pseudoestratificado

Visivelmente ele possui várias camadas, mas quando analisada a fundo, todas as suas células possuem uma ligação com a membrana basal.

CLASSIFICAÇÃO DESSE TECIDO COM BASE NA FUNÇÃO

  • Tecido epitelial de revestimento:

O tecido apresenta várias camadas que possuem formas bem diferentes com quase nenhum vaso ou substancia entre as suas células.

E todo esse epitélio fica localizado sobre a lâmina basal que é uma malha glicoproteica. Que apresenta como função realizar a troca de nutrientes entre os tecidos conjuntivo adjacente e o epitelial.

Outra função do revestimento é evitar a perda excessiva de água e blindar o corpo contra a entrada de organismos patogênicos.

  • Tecido epitelial glandular

As características do tecido glandular são idênticas as do tecido epitelial de revestimento. A grande diferença é que suas células quase nunca estão em camadas.

E por serem muito unidas, a predisposição é que permanecem sempre juntas em uma única camada.

A função desse tecido é ser secretor e possuem órgãos que são denominados de glândulas.

Essa célula secretora pode sintetizar moléculas com base em moléculas antecessoras menores ou modificar essa molécula.

Além de que, a célula pode estar sozinha formando o epitélio ou entre as células de revestimento. Ou seja, revestindo o aparelho respiratório ou a cavidade do estômago, por exemplo.

GLÂNDULAS E SUAS CARACTERISTICAS

Em regra, as glândulas que estão presentes no nosso corpo são formadas com base no epitélio de revestimento.

E acabam por se subdividir em 2 grupos: as endócrinas e as exócrinas.

As glândulas endócrinas não apresentam a ligação com o epitélio de revestimento, e suas células apresentam uma nova organização em cordões ou folículos.

E por fim, nas glândulas exócrinas, existe uma parte que é secretora, e outra que é chamada de ducto excretor.

Esse ducto excretor tem a função de levar as secreções que se encontram na cavidade interna para fora do corpo.

Portanto, como é possível perceber, esse tecido tem funções importantíssimas para o corpo humano, como produção de hormônios, a perda da água e a principal; proteger o corpo contra os micro-organismos.

Qualquer dúvida sobre o tema, deixe sua pergunta abaixo.

Deixe uma resposta