Alimentos naturais para cachorros: Uma declaração de amor

Hoje eu quero falar com você sobre dar alimentos naturais para cachorro.

Cuidar da alimentação de seu cão é praticamente uma declaração de amor.

Alimentar-se é um anto diário, e que deve ser prazeroso e saudável.

As rações oferecidas no mercado, ainda que balanceadas, são feitas com o que sobrou da produção alimentícia para os humanos, e está lotada de conservantes, corantes e outras substâncias nem um pouco benéficas.

Ainda que seu cão seja seu melhor amigo, ele não deve comer o mesmo que você.

Aquela história dos nossos pais e avós, de raspar o resto do prato na vasilha do cachorro, “que de fome ele não morre” não é saudável, e pode trazer, sim, complicações para a saúde do animal, como alergias, intoxicações, e até o óbito.

Também preciso ressaltar aqui que não vou passar dietas vegetarianas para seu cão.

Dentre os alimentos naturais para cachorro, sem dúvida, a carne é o principal deles. a natureza dos cães é carnívora

Não é à toa que ele possui aqueles dentes afiados na boca, prontos para rasgar e morder a carne.

Também seu aparelho digestivo é apropriado para uma digestão rápida das carnes, sem risco de que fiquem apodrecendo em seu estômago.

Se você duvida disso, é só lembrar de quantas vezes seu cão faz cocô quando vai passear…

Uma pequena polêmica é sobre a oferta de carne crua ou cozida para o animal.

Se formos respeitar a natureza do animal, e pensando em alimentos naturais para cachorro,  é óbvio que oferecer a carne crua, em pequenos nacos, seria o ideal.

Mas… com a incidência de parasitas nas carnes cruas, o mais seguro é oferecer a carne cozida ao cão.

Vale lembrar que comida de cachorro não é comida de gente.

Não tente incrementar com sabores variados, salgar e temperar. Para seu cachorro, comida boa mesmo é com o sabor natural dela.

Lembre-se que ele tem um olfato centenas de vezes mais apurado do que o seu, e portanto, o paladar também.

Você também pode se interessar em calmantes para cachorro.

ALIMENTANDO COM EQUILÍBRIO: O QUANTO PODEMOS OFERECER

Primeiramente, quando falamos de alimentos naturais para cachorro, precisamos ter em mente que cada animal deve comer porções adequadas para seu peso corporal, idade e estado de saúde.

Temos, como base dos alimentos naturais para cachorro, a carne.

Ela deve fazer parte de 50% das refeições. Os outros 50% deve-se dividir em vegetais (considere legumes, verduras e frutas) e carboidratos (grãos e cerais).

Diariamente seu cão deverá ingerir uma dose diária de proteína, que será acompanhada de vegetais e carboidratos (nas porcentagens acima), de acordo com esta tabela:

 

Filhotes 5% do peso corporal
Adultos jovens e ativos 2 a 3% do peso corporal
Adultos sedentários e/ou obesos 1,5% do peso corporal
Fêmeas em período gestacional/ início 2 a 3,5% do peso corporal
Fêmeas em período gestacional/ 2° e 3° mês A cada mês, aumente 1/3 da quantidade oferecida
Fêmeas em amamentação Oferecer à vontade

 

alimento saudavel cao

 

VEGETAIS E CARBOIDRATOS PARA O PET

Quando se oferecem alimentos naturais para cachorro, os legumes estão no ranking dos mais cotados.

Como utilizamos em nossa própria dieta, podemos utilizar o que temos em casa, sem ter que fazer uma dieta particular para o nosso pet.

As frutas, como já falamos antes, também fazem parte dos alimentos naturais para cachorro, se em pouca quantidade.

Segue abaixo uma tabela de legumes, verduras e frutas que podem ser oferecidos e de alimentos proibidos para seu cão.

Vegetais/ carboidratos que podem ser oferecidos Vegetais/ carboidratos  proibidos
Abóboras/ abobrinha abacate
Batatas (todas, e SEMPRE cozidas) Cebola, cebolinha (tóxica)
Cará, mandioquinha, inhame, mandioca (idem acima) Caroços de frutas (tóxicos, todos)
Cenoura, beterraba, chuchú Alho (em grandes quantidades)
Couve, espinafre Uvas (causa insuficiência renal)
Salsinha, manjericão Uva passa (idem acima)
Vagem, ervilha fresca, ervilha torta Nozes macadâmia
Couve-flor, brócolis Massas fermentadas
Tomate, jiló, quiabo, pimentão
Nabo, rabanete, palmito, aspargos
Pera, maçã, banana
Morango, mirtilo, blueberry
Manga, kiwi, caqui, goiaba
Laranja, melancia
Arroz (melhor o integral)
Massas de grano duro

Vale lembrar que pães, pizzas e quaisquer massas fermentadas não são alimentos naturais para cachorro.

Elas causam um fermentação e grande dor abdominal nos animais, portanto, mantenha distante de seu cão!

Outro alimento terminantemente proibido é o chocolate.

E qualquer produto com adoçante artificial (xilitol) também está na lista negra para cães, pois causam insuficiência hepática, após um aumento no nível de insulina.

Sei que você ama seu pet, e por isto buscou saber mais sobre alimentos naturais para cachorro.

Se ele sempre comeu ração industrializada, porém, a introdução de uma nova dieta deve ser feita de forma gradual.

Preste atenção quanto a mudanças do aspecto de fezes, hálito, sono, agitação ou dor, para mapear possíveis alergias a algum dos tipo de alimento que ingeriu naquele dia.

Vale também conversar com o seu veterinário sobre a introdução de alimentos naturais para cachorro.

Ele pode sobre diferenças de sensibilidade a alimentos, mais comuns para cada raça.

Agora, capriche na demonstração de amor para seu maior amigo!

Leia também sobre Hienas!

alimentação canina

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *