Como fazer meu cachorro parar de morder?

Seu cachorro tem horrível mania de te morder, e você não sabe o que fazer? Veja nosso guia completo.

Esta é uma reclamação comum de tutores que recebemos todos os dias, principalmente de filhotes, que mesmo com os dentes pequenos, acabam machucando bastante.

Pensando nisso, fizemos um guia completo! É importante que você leia até o fim para compreender totalmente o porque disso acontecer e como resolver o seu problema de uma vez por todas.

Por que os cachorros mordem?

  As mordidas são uma das reclamações campeãs no universo dos donos de cachorros. 

O comportamento de mordidas está ligado principalmente a filhotinhos ou cachorros que não foram educados sobre isso.

No caso dos filhotes, a mordida é considerada uma interação natural entre filhotes-dono e entre o cachorro e seus familiares (pais e irmãos). Ainda, a mordida pode ser um reflexo do processo de dentição dos pequenos, contribuindo para o desenvolvimento fisiológico e psicológico, que costuma acontecer a partir dos três ou seis meses de idade.

Alguns cachorros, mesmo maiores, acabam apresentando tal hábito, provavelmente porque foram incentivados quando ainda eram filhotes. Além de um comportamento advindo da infância, quando adultos, eles podem morder por ansiedade, tédio ou dores nas gengivas.

O problema é que o cachorro não é tão sensível quanto nós humanos para a dor e esse comportamento frequente acaba irritando (e até mesmo machucando) muita gente.

Por isso, vamos conferir algumas dicas para o cão parar esse terrível hábito de morder.

Dica importante:  Tenha em mente que caso o seu cachorro apresente mordidas bruscas e agressivas, o ideal é que você busque auxílio profissional, pois o caso pode ser mais sério, trazendo riscos.

dicar parar morder

 Como fazer para pararem de morder?

 Vamos conferir agora algumas dicas para parar com esse comportamento: 

Aumente o gasto energético: alguns cães acabam mordendo por tédio ou ansiedade, por isso, mantenha-os ocupados e sem energia acumulada. Aumente a carga de exercícios, leve-o para passear todos os dias e brinque com ele para estimular e se cansar. Ao final do dia, ele estará tão exausto que nem pensará em mordidas.

Instigue-o a usar brinquedos apropriados: o filhote precisa de brinquedos que exercitem a sua mordedura, evitando desgastar os objetos da casa ou caprichar nas mordidas com o dono. Para isso, existem modelos atóxicos específicos no mercado, incluindo superfícies texturizadas que auxiliam na limpeza dos dentes.

Siga o instinto animal: lembre-se que comportamentos muito humanos podem não ser os mais ideais para lidar com o cachorro. Às vezes, será preciso seguir seu instinto animal. Quando ele der uma mordida forte, por exemplo, emita um ruído alto e agudo (como se fosse um uivo de um cachorro), levante-se e pare de brincar, ignorando-o por um tempo. Esse comportamento o fará entender que a mordida não é legal. Além do instinto auditivo o isolamento provocado por ignorá-lo podem auxiliar muito de maneira instintiva.

Não instigue as mordidas: Muitas pessoas acham tão “fofas” as mordidinhas que acabam incentivando os animais. É um tremendo erro enaltecer tal comportamento, podendo criar um hábito permanente até na idade adulta, por isso, não instigue nenhum comportamento que envolva as mordidas.

Evite tirar as mãos: quando estamos brincando e os filhotes começam a morder, temos o costume de tirar as mãos. Não faça isso! Eles podem entender como um jogo divertido e realizar sempre! Procure deixar sua mão parada e mostre que não é um comportamento adequado, dizendo um “não” com firmeza. Assim que ele parar de morder, não esqueça de elogiar ou recompensar para fixar o comportamento.

Tenha o “cantinho da reflexão”: o “cantinho da reflexão” funciona muito bem para cachorros que já não são mais filhotinhos. Sempre que ele morder sem propósito ou estiver mais ansioso, coloque-o em um cantinho da casa (pode ser um cômodo onde esteja seguro) para se acalmar. Não é para funcionar como um castigo, apenas para que ele fique mais calmo antes de retornar para as suas atividades e entenda que o que ele fez não foi muito legal.

Mostre que dói: se o cão estiver te mordendo, grite um “ai” e faça gestos de que está doendo. Muitos animais se sensibilizam bastante quando o dono representa estar sofrendo, podendo ser um ótimo estímulo para não repetir a ação. Não esqueça de elogiar e recompensar assim que ele parar de morder.

Não deixe ele te chantagear: Alguns cães utilizam a mordida como chantagem, não deixe isso acontecer e não ceda para ele ver que “não é bem assim que se consegue as coisas”. Espere ele se acalmar e parar de morder para dar o que ele deseja. Assim, ele irá entender que chantagens não funcionam e tende a abandonar o costume.

Direcione a atenção para outra coisa: alguns animais consideram a mordida como uma forma de chamar a atenção. Sempre que acontecer, procure direcionar para outra brincadeira, como ir para fora brincar, jogar uma bolinha ou oferecer um brinquedinho para que ele possa substituir a diversão. A ideia é que ele vá esquecendo da mordida com o passar do tempo.

Dê recompensas: Em meio às brincadeiras, o elogie e o recompense por lambidas (e não por mordidas) e outras ações que não sejam mordidinhas. Ele vai entender como benéfico e com certeza repetirá mais vezes. Como recompensas, você pode pensar em: dar aquele passeio, um carinho diversificado ou alguma coisa que o pet goste, como petiscos e brinquedinhos especiais.

Conclusão

Agora que você já tem essas 10 dicas incríveis como fazer seu animal se comportar e parar de machucar com suas brincadeiras de “morder”, você já pode começar o treinamento dele.

Agora é só colocar em prática!

Seguindo essas dicas, será muito mais fácil tirar o hábito de morder do seu animal!

 

You might also like

Leave A Reply

Your email address will not be published.