Já ouviu falar do Panda Vermelho?

Confesso que nunca tinha ouvido falar sobre o Panda Vermelho, e não conhecia esse animal, fiquei muito curioso em relação a essa espécie e passei a pesquisar sobre ele, por ser um animal muito bonito chamou minha atenção, então descobri varias coisas legais que vou compartilhar aqui nesse artigo.

O Panda vermelho além da sua beleza exótica e simpatia possui uma característica bem marcante que é a sua cor avermelhada e uma cauda comprida. O Panda vermelho lembra muito a conhecida raposa.

Por esse motivo o Panda vermelho é popularmente chamado de raposa-de-fogo ou gato-de-fogo.

Essa espécie e muito sensível a altas temperaturas, ou seja, o calor é o seu grande inimigo para o Panda Vermelho, a temperatura ideal varia entre 17 a 25°C no máximo.

Eles costumam dormir durante as horas mais quentes do dia. O Panda Vermelho possuem hábitos em sua maioria noturnos. Esses animais são solitários, e vivem raramente em casais podendo ser encontrados também alguns grupos da espécie.

O Panda vermelho é um mamífero e também arborícola, você sabe o que e um animal arborícola?  Esse é o termo que usamos para descrever os animais cuja vida se dá principalmente nas árvores, e o Panda vermelho esta entre esses animais.

Você pode ate ter se lembrado da outra espécie de panda a mais comum que conhecemos em livros e jornais é ele também vivem em arvores e  amam folhas de eucaliptos, mais esses animais se diferem e tem suas particularidades e vou falar um pouco sobre elas aqui para você não ter mais duvida.

Panda

Panda gigante X Panda vermelho

Como já disse as duas espécies são arborícolas, vivendo em arvores e sua diferença marcante esta no tamanho o panda que conhecermos, e que é mais popular tem um peso que varia entre 65 a 110 Kg, enquanto o panda vermelho atinge cerca de de 3,7 a 6,2 kg, uma enorme diferença não e mesmo?

Entretanto, há outras explicações possíveis, o fato de os Pandas vermelhos serem menores que os pandas gigantes, faz com que eles precisem de uma maior densidade dos arbustos em terrenos mais inclinados para melhor se esconderem dos seus predadores, ou seja, uma defesa.

E esses animais realmente necessitam de defesa e vamos ver mais sobre isso, porque o panda vermelho esta entre as espécies ameaçadas de extinção, por isso vamos saber detalhadamente sobre essa espécie aonde são encontrados do que eles se alimentam entre algumas particularidades e outras coisas interessantes que descobri sobre o panda vermelho.

O Panda Vermelho em extinção.

Gostaria de ter uma noticias boas para dar aqui em relação ao Panda vermelho. Mas infelizmente esse animal sofre com esse mal ele está sendo ameaçado de extinção. Isso se da em decorrência da caça e da destruição de seu habitat natural.

Eles precisam ser preservados pois vamos em pouco tempo ficar sem a sua espécie em nosso planeta.

Vi em um estudo que devido a todos esses motivos que ameaçam a espécie existem em nosso planeta apenas uma quantidade mínima de 2.500 animais. O que é um numero bem pequeno. Além disso o Panda vermelho também é o alvo de caçadores que extraem covardemente suas peles para fazer peças de roupas.

O que é muito triste, pois já existem muitos animais nessas condições de extinção e o panda vermelho também entra para essa estatística. Precisamos cuidar melhor de nosso planeta e das espécies que ainda restam devido a devastação do homem.

 Aonde vivem

O Panda vermelho pode ser encontrado em áreas de clima mais temperados. Com o clima mais ameno, como já disse aqui eles não tem muita resistência ao calor.

Essa espécie prefere viver em regiões mais isoladas, muitos deles procuram regiões montanhosas em matas. Isso ocorre até como uma defesa um instinto acredito eu, o panda vermelho e encontrado em sua maioria nesses locais:

  • Nas zonas centrais da china
  • No estado de Siquim localizado na India
  • No Nepal

Uma das formas de preservar a espécie seria a preservação das áreas verdes. Mais devido a devastação dessas áreas o Panda vermelho assim como muitas outras espécies estão sendo ameaçadas.

 Acasalamento do Panda Vermelho

Como dito aqui nesse artigo o panda vermelho é um animal solitário, gosta de vier sozinho e ele dificilmente, irá interagir com outros da mesma espécie fora do período em que ocorre o acasalamento.

Tanto os machos quanto as fêmeas podem acasalar com mais de um parceiro durante a estação. O acasalamento ocorre entre o mês de janeiro até o início de março, isso se da durante o inverno.

O nascimento dos lindos filhotinhos se da entre os meses de junho e julho, durante a estação das flores a primavera, e o período de gestação do Panda Vermelho varia de 112 a 158 dias.

A fêmea dá a luz a 1 entre 4 filhotes, o que considero bem pouco, os filhotes nascem muito pequenos, com cerca de 11 a 130 gramas em media. Durante os primeiros dias após o parto, a fêmea permanece a maior parte do tempo com seus filhotes.

E após uma semana a fêmea, já passa mais tempo fora do ninho, retornando algumas horas para alimentá-los e limpá-los. Podemos dizer que eles começam ficar maduros sexualmente, para reproduzir por volta de 18 meses de vida.

 Alimentação do Panda vermelho

Como já vimos eles se alimentam de bambu. Mais além dessa alimentação o  que pa Panda vermelho também pode alimentar-se de:

  • Algumas frutas
  • Nozes
  • Raízes de algumas plantas
  • Ovos
  • Aves
  • Lagartixas
  • Insetos
  • Pequenos roedores.

E ainda existe o fato de que o Panda Vermelho não gosta muito de dividir a sua comida. Isso por serem animais que gostam de viver sozinhos. São também bastante individualistas, e isso ocorre inclusive em relação a alimentação. Porque como já falamos, eles costumar viver sozinhos.

Panda vermelho

Ultimas curiosidades!

O Panda vermelho tem o tamanho de um gato domestico desses que muitas pessoas tem em suas casas. Outra coisa interessante é que eles possuem uma grande habilidade para se locomover entre as arvores. Porque seu tamanho e características auxiliam nesse processo.

Por fim, um fato curiosos, eles usam a sua cauda para se equilibrar. Somado a isso usam o seu falso polegar para se agarrar as árvores. Valeu muito à pena conhecer mais sobre essa espécie.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *