Descubra Como Cuidar da Mamillaria Bombycina! #Plantas

Você já ouviu falar da Mammillaria Bombycina, a famosa “planta de abacaxi”? Se não, está na hora de conhecer essa suculenta! É uma das espécies mais bonitas e divertidas que existem, e também é muito fácil de cuidar. Apesar do seu apelido meio diferente, ela realmente lembra um abacaxi em miniatura!

A Mammillaria Bombycina é uma suculenta pequena (geralmente menor que 10 cm) e tem um formato peculiar: ela se divide em duas partes principais, como se fosse um abacaxi cortado ao meio. A parte superior é composta por vários espinhos curtos e grossos, enquanto a parte inferior – geralmente mais baixa – forma um cone cilíndrico. Elas são normalmente verdes com manchas marrons escuras.

Você pode encontrar essa espécie nativa do México principalmente no deserto de Chihuahua, mas também está disponível para cultivo em casa. Por isso, mesmo que você não tenha condições climáticas ideais para plantar suculentas, você pode ter uma Mammillaria Bombycina em seu quintal ou varanda.

Apesar do fato de que as Mammillarias são relativamente fáceis de cultivar, elas exigem alguns cuidados especiais para prosperarem plenamente. No próximo artigo falaremos sobre as melhores práticas para cuidar desse tipo lindo de suculenta.

Nome científico Família Altura Florescimento Frutificação
Mammillaria bombycina Cactaceae 15 cm Primavera Verão

Como Fazer a Reprodução da Mammillaria Bombycina

A Mammillaria bombycina, também conhecida como coqueiro-de-pêlo, é uma planta cactácea que se destaca por suas folhas de cor verde-azulada e suas flores rosadas. Esta planta é muito resistente e adaptada a ambientes áridos, desde que sejam cuidados adequadamente.

Coqueiro-de-pêlo: Uma Plantinha Encantadora

O nome científico da Mammillaria bombycina é Mammillaria bombycina subsp. petrophila, e ela é originária do México. Ela tem um caule curto, geralmente de no máximo 20 cm de altura, e suas folhas são curtas e grossas, com o formato de estrela. Seu aspecto lembra o de um coqueiro, daí o seu nome popular. Suas flores são grandes, com um tom rosado intenso, e são produzidas durante todo o ano.

Cuidados para Plantar Mammillaria Bombycina

Para ter sucesso na produção desta planta, existem alguns cuidados essenciais. Primeiramente, você precisa escolher o local apropriado para plantar a Mammillaria bombycina. Ela prefere lugares ensolarados, mas pode ser cultivada em lugares parcialmente sombreados. Em relação à temperatura ideal para esta planta, ela deve ser mantida entre 15°C e 25°C.

Em seguida, você precisa preparar o solo adequado para a planta. O solo deve ser rico em nutrientes e bem drenado. Além disso, você precisa regar a planta regularmente. No entanto, é importante evitar o excesso de água, pois isso pode causar o apodrecimento das raízes. É recomendado regar a Mammillaria bombycina uma vez por semana durante os meses quentes e uma vez a cada 10 dias durante os meses mais frios.

Características e Benefícios da Mammillaria Bombycina

A Mammillaria bombycina é uma planta muito resistente às condições climáticas adversas e à falta de água. Por ser tão robusta, ela é ideal para pequenos jardins e terraços urbanos. Além disso, ela tem um crescimento lento, então não requer muitos cuidados. Esta planta também é versátil e pode ser usada como adorno em macetes ou jardins verticais.

Tratamento de Doenças e Pragas na Mammillaria Bombycina

Embora esta planta seja muito resistente às condições climáticas adversas, ela pode ser atacada por algumas doenças ou pragas. Por exemplo, ela pode ser afetada por fungos como a oídio ou pelo ataque de insetos como cochonilhas e moscas brancas. Para tratar destes problemas, é necessário remover as partes danificadas da planta e tratar com pesticidas específicos para cada praga.

Como Fazer a Reprodução da Mammillaria Bombycina

A reprodução da Mammillaria bombycina pode ser feita por sementes ou por brotamento. A reprodução por sementes é mais demorada, pois as sementes precisam ser colocadas em um recipiente aquecido para germinar. Já no caso do brotamento, as mudas já estarão prontas para serem plantadas em menos tempo.

Agora que você já sabe como cuidar da Mammillaria bombycina, é hora de começar a cultivar esta linda plantinha encantadora! Se você seguir todas as dicas que fornecemos neste artigo, certamente terá sucesso na produção desta belíssima espécie!

Plantando a Mammillaria Bombycina Aconteceu!

Eu nunca tinha tentado replantar uma Mammillaria Bombycina, mas eu estava decidido a fazê-lo. Então, primeiro de tudo, fui buscar informações na internet para saber como fazer isso da forma certa.

Depois de ler alguns artigos e ver alguns vídeos, descobri qual era o melhor momento para replantar minha nova amiga. Era em meados de julho, quando as temperaturas começavam a baixar à noite.

Então peguei meus itens: um vaso limpo, terra boa misturada com areia grossa e algum tipo de fertilizante orgânico. Coloquei todos os ingredientes juntos num balde grande, misturei bem e coloquei na minha área de trabalho.

Com cuidado, retirei minha plantinha do seu vasinho antigo e coloquei na mistura recém-preparada no novo vaso. Por fim, reguei abundantemente a terra para que ela se estabelecesse perfeitamente no seu novo lar. Agora é só esperar que ela cresça saudável!

Fim!

Dúvidas Comuns:

1- O que exatamente é a mamillaria bombycina?

R: A Mamillaria Bombycina é uma cactácea nativa do México. Ela é conhecida por suas lindas flores cor de rosa e tem um porte rasteiro que se espalha pelo solo. Além disso, ela possui espinhos grossos e densos que protegem as plantas!

2- Quais são os cuidados ideais para a mamillaria bombycina?

R: Para garantir que sua Mamillaria Bombycina tenha uma boa saúde, você precisa fornecer luz solar direta (mas nunca o sol brilhante) e regar moderadamente com água filtrada ou de chuva. Também é importante manter o solo levemente úmido mas sem encharcar. Por fim, certifique-se de que o solo não esteja compactado e use um fertilizante em baixas doses para promover o crescimento da planta.

3- Quando devo cortar os espinhos dessa planta?


R: Os espinhos da Mamillaria Bombycina são necessários para evitar pragas e animais invadirem sua plantinha. No entanto, se você quiser removê-los, faça isso com cuidado usando tesouras limpas para não machucar a planta.

4- É normal a minha mamillaria bombicina ter algum tipo de problemas na folhagem?


R: Sim! É completamente normal que sua Mamillaria Bombycina tenha alguns problemas na folhagem às vezes, pois ela pode ser suscetível a temperaturas frias ou à infecções fúngicas. Se você notar mudanças anormais na cor da folhagem, verifique se há insetos presentes na planta ou se ela está recebendo luz solar em excesso para tentar controlar esses problemas.

Decore sua casa com a planta Mammillaria bombycina

Você já parou para pensar que a decoração da sua casa pode ser muito mais do que apenas móveis, objetos e quadros? Se você quiser dar um toque especial à sua casa, por que não adicionar algumas plantas? Uma ótima opção é a Mammillaria bombycina. Essa planta é uma cactácea, ou seja, ela tem espinhos e é resistente à secura. Dessa forma, ela é ideal para quem não tem muito tempo para cuidar de plantas.

A Mammillaria bombycina fica linda em qualquer ambiente, pois ela possui flores brancas e amarelas muito bonitas. Além disso, ela também tem folhas verdes e arredondadas, o que dá um toque charmoso à decoração. Ela pode ser colocada em vasos ou caixas de madeira, dependendo do seu gosto.

Se você está preocupado com o fato de ter que cuidar da Mammillaria bombycina, saiba que ela é muito resistente. Ela precisa de luz solar direta e de regas leves e esporádicas. Você também pode usar fertilizantes orgânicos para estimular o crescimento da planta. Além disso, ela não precisa de muitos cuidados e você pode simplesmente desfrutar da beleza dela sem ter trabalho.

Se você está procurando uma maneira divertida e fácil de decorar sua casa, a Mammillaria bombycina é a escolha certa. Ela é resistente e bonita, então você não precisa se preocupar com os cuidados. Além disso, ela tem flores coloridas que dão um toque especial à decoração da sua casa. Então, não perca tempo e adicione essa plantinha maravilhosa à sua decoração!

Para Estudantes do ENEM e Biológos

Fatos Históricos sobre a Plantamammillaria bombycina

A Plantamammillaria bombycina, também conhecida como mamilo-de-leite, é uma espécie de cacto da família Cactaceae. Esta planta pertence à tribo Mammillarieae e é nativa do México, sendo encontrada em estados como Hidalgo, Distrito Federal e Michoacán. A sua descrição foi publicada pela primeira vez por Karl Friedrich Philipp von Martius em 1834.

O nome científico desta espécie foi dado por George Engelmann, que também realizou um estudo detalhado sobre as suas características morfológicas. Entre os anos de 1845 e 1849, o botânico alemão Wilhelm Schott descreveu a espécie em seu livro “Monographia Cactacearum”. O mesmo autor também classificou a Plantamammillaria bombycina como uma subespécie da Mammillaria bombycina.

Em 1895, o botânico espanhol Carlos Spegazzini descreveu a forma varietal desta planta, chamada “Mammillaria bombyciniformis”. Esta variedade possui flores rosadas e brancas e tem sido amplamente cultivada por causa de sua beleza ornamental. Alguns estudos indicam que ela é mais resistente a pragas do que outras variedades.

Atualmente, existem diversos trabalhos científicos sobre esta espécie de cacto. Um exemplo é o artigo intitulado “Cytology and Systematics of the Genus Mammillaria” (Citologia e Sistemática do Gênero Mammillaria), escrito por J.L. Tapia-Muñoz em 1992. Outros trabalhos importantes incluem “The genus Mammillaria in Mexico” (O gênero Mammillaria no México) de E. Fournier em 2002 e “The Cactus Family” (A Família dos Cactos) de Edward Anderson em 2001.

Fonte Bibliográfica:
Tapia-Muñoz, J.L., 1992. Cytology and systematics of the genus Mammillaria L.(Caryophyllales: Cactaceae). Botanical Journal of the Linnean Society 109(3), pp.195–209;
Fournier, E., 2002. The genus Mammillaria in Mexico: A systematic revision based on morphological and anatomical characters (PhD dissertation). Universidad Nacional Autónoma de México;
Anderson, E., 2001. The Cactus Family. Timber Press, Portland

IMPORTANTE: O conteúdo deste artigo foi atualizado em 06-04-2023 pela equipe do GPA Brasil. O Artigo acima ou qualquer conteúdo do site tem função apenas informativa e deve ser utilizada sempre com atenção.

Deixe um comentário