ORQUÍDEAS CARA DE MACACO

Você está em busca de uma flor com estética única e genuína? Então esse artigo é perfeito para você. Nós do GPA analisamos uma espécie repleta de autenticidade e fácil de adquirir. Confira abaixo.

As flores são excelentes itens para serem utilizados como adornos, sejam em casas, apartamentos, salões de festa ou festividades como aniversários e casamentos, não é à toa que a venda de flores é a fonte de renda de diversos indivíduos.

As orquídeas, um ótimo exemplo, fazem parte de uma família de plantas muito desejada para fins de ornamentação, isso ocorre devido à beleza das espécies e versatilidade decorativa.

Entretanto, boa parte da população não sabe que mesmo em uma mesma família, existem gêneros que mesmo com estética semelhante, apresentam características distintas. São diversas opções para comprar e cuidar.

Reino:Plantae
Classe:Liliopsida
Ordem:Asparagales
Família:Orchidaceae
Gênero:Dracula
Espécie:D. Simia

Características gerais da planta

A orquídea-cara-de-macaco, orquídea-macaco ou orquídea-drácula, é uma das maravilhosas espécies que compõem a família das orquídeas, sua nomenclatura foi dada devido à aparência exótica que lembra o animal o qual herdou o nome.

É nativa da América Central e América do Sul e, em países como Colômbia, México, Equador e Peru, precisamente em ambientes de altitudes elevadas com aproximadamente 2.000 metros acima do nível do mar. Podem ser encontradas em florestas úmidas e montanhas nebulosas.

As folhas são alongadas e de coloração verde-escuro, surgem aos montes como buquês, são relativamente finas e consequentemente frágeis, diferente das palmeiras que possuem estrutura forte e são resistentes a ventanias.

O caule, conhecido como bulbo, é fino, por isso, não é característico desse gênero não armazenar água e suportar grandes períodos de seca ou estiagem.

As flores podem apresentar diversas cores, mas, geralmente possuem o formato comum da espécie, exceto que as três folhas são afastadas e pontudas. É possível encontra-las na cor preta, vermelha, rosa, listrada e diversas outras. 

A floração pode ocorrer em qualquer época do ano, portanto, não depende de estação específica para que os brotos abram. É uma flor aromática, seu cheiro lembra o de laranja madura.

foto da orquídea cara de macaco preta
Eric Hunt, CC BY-SA 3.0 https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0, via Wikimedia Commons

Cuidados necessários

Para que a planta cresça bonita e permaneça saudável durante todo o ano, você deverá adotar alguns cuidados, pois, cada espécie de planta apresenta determinadas particularidades e necessidades que devem ser atendidas.

O ambiente deverá ser igual ou similar ao hábitat para que a planta floresça e suas folhas não murchem, portanto, é importante saber como regar, como o solo deve ser, qual a iluminação necessária e como lidar com pragas.

Como regar a orquídea-cara-de-macaco

A orquídea-cara-de-macaco é nativa de locais úmidos, relativamente frios e geralmente com incidência de chuva moderada, então, você deverá criar as condições adequadas para que se assemelhe ao habitat dessa espécie. Mas como fazer isso?

É simples, as regas devem ser espaçadas e não permitir que o solo fique seco. Você deverá regar em média 3 vezes por semana ou mais em estações quentes como verão e primavera.

Leia em seguida:  Palmeira-rabo-de-peixe: Como cultivar

Nas estações mais frias, isto é, outono e inverno, essas regas devem ser menos frequentes, pois, há menos luz do sol e calor para evaporar a água.

O ideal é não esperar o solo secar para regar novamente, para ter certeza, sinta a terra com os dedos ou espete um palito. Tenha muito cuidado, pois, essa espécie morre facilmente em um período de horas por falta de água.

A quantidade de água deverá ser sempre proporcional ao tamanho da planta, se for pequena precisará de menor quantidade de água em comparação ao tamanho na fase adulta.

Aposte sempre em vasos com furo na parte inferior, caso não apresente furos, você deverá fazer manualmente para que a água não acumule e ocasione o apodrecimento das raízes, não confunda solo úmido com encharcado.

Caso seja um vaso pequeno e tenha o prato embaixo, nunca esqueça de esvaziar a água que acumula no recipiente. Caso permaneçam cheios, dificultará a drenagem e pode virar uma espécie de berçário para o mosquito-da-dengue.

Lembre-se de que além de molhar a parte de fora, deve-se molhar a parte inferior das folhas onde ficam localizados os estômatos.

Essa espécie apresenta crescimento lento quando plantada a partir de sementes, podem levar mais de 7 anos para florescer. Então, caso você esteja cuidando corretamente, não desanime, logo as flores começarão a aparecer.

foto da orquídea cara de macaco
Orquídea, CC BY-SA 3.0 http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/, via Wikimedia Commons

Como deve ser o solo

Como você já deve imaginar, o solo deve garantir o escoamento eficiente da água. Por isso, deve ser moderadamente solto já que água deve acumular um pouco para manter a umidade do solo.

Com essa espécie, ao contrário de algumas outras como a palmeira de Madagascar, não será necessário adicionar britas, cascalhos ou manta de drenagem no fundo do vaso.

O ideal é que seja inserida em vasos e, mantida em lugares altos, dê preferência aos modelos de recipiente com suporte para pendurar.

Quanto ao adubo, pesquise sobre e escolha o que se encaixar melhor, você pode encontrar facilmente em lojas especializadas físicas ou através da internet. Cada espécie demanda de um substrato específico que atenda às suas necessidades.

Entre os melhores adubos para orquídeas cara-de-macaco estão o NPK 20-20-20, os que contem farinha de osso, os que são orgânicos e as tortas de mamona.

Caso escolha os adubos que contenham líquidos foliares, será preciso adicionar algumas gotas de água para facilitar realizar a vaporização já que as plantas se alimentam de forma distinta de outros seres vivos.

O substrato é fundamental para fornecer os nutrientes corretos que a espécie precisa, muitos vendedores optam por fazer a troca uma vez por semana, mas, recomendamos que você solicite informação na loja ao adquirir o produto.

Siga sempre as instruções da embalagem quanto à quantidade e quanto ao prazo de validade. Esse prazo não diz respeito ao vencimento e sim a quantidade de tempo que a planta levará absorver todo o nutriente ali presente.

Os vasos ideais para as orquídeas são os vasos de barros ou os xaxins de palmeira, porém, entre os dois, o mais aconselhável são os xaxins de palmeira, pois são feitos com produtos naturais e livres de qualquer substância tóxica ou química.

Leia em seguida:  07 diferentes espécies de palmeira

A absorção de água e nutrientes é alta, por isso a troca do substrato é feita com frequência permitindo assim, um enraizamento ideal. Lembre-se de que o substrato deve ser renovado no prazo indicado na embalagem.

Conforme sua orquídea cresce, tenha o cuidado de transferi-la para recipientes maiores que permitam a respiração das raízes.

Qual o melhor ambiente

O ambiente ideal para a orquídea-drácula deve ser bem iluminado, mas, não confunda isso com luz solar direta, se você não dispor de um local assim casa ou apartamento, escolha outra planta.

No exterior da sua será perfeito, em jardins expostos que tenham cobertura, assim, a planta receberá a iluminação necessária e crescerá livremente.

Em ambientes que fiquem no interior da sua casa, deixe-a sempre próximas de janelas somente a quantidade de tempo necessária, pois, raios solares são essenciais para o processo de fotossíntese, mas, em excesso podem prejudicar essa espécie.

É importante que você garanta e eficiência da ventilação e circulação de ar, mantenha as janelas abertas para garantir o efeito. Dessa forma, ficará próximo das condições climáticas do habitat original da planta.

Deve ser cultivada em meia sombra, ou seja, de 2 a 4 horas de sol diárias para que não queime as folhas ou murche-as. Luz difusa e indireta também são apropriadas. O ideal é que sejam em horários em que o sol esteja mais “frio” entre 6 h e 9 h ou das 16 h até às 18 h.

Caso você more em regiões mais ensolaradas e de clima seco como o Nordeste, coloque a planta em cômodos como banheiro ou cozinha, o vapor de água presente fará muito bem para a planta e proporcionará a umidade adequada.

Outra dica é colocá-la em cômodos que fiquem iluminados durante todo o dia, mas, em locais onde não recebe luz direta do sol.

Essa espécie não tolera ventanias fortes em decorrência do formato das folhas que poderão rasgar, além disso, também não suportam ficar expostas a temperaturas muito baixas ou muito altas, temperatura amena será perfeito.

Como lidar com pragas

Todo ser vivo está sujeito a contrair alguma doença, por isso, é importante que você saiba quais as pragas mais comuns na orquídea-cara-de-macaco, assim, será mais fácil identificar e tratar quanto antes, evitando que a planta morra.

Os pulgões são uma das pragas comuns, são pequenos insetos de coloração preta ou marrom e se alimentam da seiva das plantas, podem ser notados no caule, folhas ou flor.

As cochonilhas também são insetos pequenos que se alimentam da seiva das plantas, mesmo que de tamanho quase imperceptível, possui uma característica marcante que são as teias que deixa por toda a estrutura das plantas.

Tanto os pulgões como as cochonilhas devem ser removidos manualmente com o auxílio de um algodão embebido de vinagre ou álcool, ou usando espuma do detergente.

Outra praga comum são as moscas-brancas, que ao contrário das moscas comuns, apresentam asas maiores e esbranquiçadas. Para combatê-las você poderá fazer um inseticida usando 1 litro de água, 12 gotas de álcool e 2 colheres de detergente.

Leia em seguida:  4 Melhores plantas para o seu escritório

No caso do surgimento de caracóis, retire-os manualmente e espalhe cascas de ovos quebradas no solo da planta, assim, será desconfortável para eles habitem novamente no local.

As formigas também podem ser inimigas para quem cultiva orquídeas, entretanto, é possível encontrar inseticidas em lojas especializadas, lojas mistas ou virtuais.

Evite encharcar o solo, pois, pode facilitar o surgimento de vírus, bactérias e fungos que podem matar a planta.

foto da orquídea drácula
Dick Culbert from Gibsons, B.C., Canada, CC POR 2,0, via Wikimedia Commons

Como cuidar em vasos

  • Mantenha o solo bem úmido;
  • Regue apenas quando perceber que está secando;
  • Sempre plante em vasos que contentam furos;
  • Deixe a planta em local bem iluminado;
  • O solo deve ser solto compacto;
  • Pode sempre que surgirem folhas secas, destaque-as;
  • Se notar apodrecimento das raízes, faça o replantio e retire as partes estragadas;
  • Para a poda, utilize sempre material cortante esterilizado.

Utilidades

Como você já deve imaginar, essa espécie é usada principalmente para fins decorativos, claramente por fazer parte de uma espécie rara da extensa família das orquídeas.

Mesmo que seja natural de uma quantidade limitada de países, é muito fácil adquirir mudas ou sementes através da internet, basta pesquisar e fazer seu pedido em uma loja virtual.

O preço das mudas, varia entre R$ 25,00 e R$ 50,00, mas, lembre-se que em compras online o valor da entrega deve ser considerado e conferido inserindo o CEP da cidade onde você reside. Já as sementes, podem ser encontradas a partir de R$ 20,00.

A ornamentação, dependerá da sua criatividade e um ponto positivo é a versatilidade, existem diversas opções disponíveis para deixar sua casa ou trabalho mais aconchegante.

A estética das orquídeas em geral proporciona beleza e elegância, por isso, é usada tanto para abrilhantar casas e apartamentos, quanto em casamentos, aniversários e demais festividades.

Você poderá colocá-la sozinha ou em vasos com outras espécies que demandem dos mesmos cuidados. O ideal é que fique em áreas externas cobertas devido à ventilação, mas, poderá ser aproveitada no ambiente interno se as condições climáticas forem favoráveis.

Outra característica dessa flor, é que possui utilidade estética, ou seja, pode ser usada para gerar benefícios à saúde e aparência. O consumo da planta através de chás, potencializa o sistema imunológico, rejuvenesce a pele e interfere positivamente na visão.

Curiosidades

  • Foi descoberta no ano de 1978 e no mesmo ano recebeu seu nome científico;
  • O nome Drácula foi dado devido à aparência e cores de algumas serem vermelhas, que lembra sangue.

Gostou do nosso artigo? Converse conosco através dos comentários.

Foto em destaque: Orquídea, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Gostou? Compartilhe com os amigos:

IMPORTANTE: O conteúdo deste artigo foi atualizado em 03-02-2022 pela equipe do GPA Brasil. O Artigo acima ou qualquer conteúdo do site tem função apenas informativa e deve ser utilizada sempre com atenção.

Deixe um comentário