Como plantar sementes de suculentas? Guia completo

Procurando como plantar sua suculenta? Confira nosso guia passo-a-passo que vai te ensinar como fazer!

As suculentas são uma das plantas mais populares para se ter em casa.

Elas não precisam de muito cuidado e são muito resistentes, o que as torna perfeitas para quem não tem muito tempo ou espaço para cuidar de uma planta. Além disso, elas têm um visual único e são perfeitas para decorar qualquer ambiente.

Se você quer começar a cultivar suculentas, a melhor forma de começar é comprando sementes, da que você preferir, como por exemplo da Pompom. Isso porque as suculentas são muito fáceis de cultivar a partir de sementes e você pode escolher exatamente o tipo de planta que quer cultivar.

Antes de plantar a semente:

No entanto, antes de comprar as sementes, é importante saber algumas coisas sobre elas. Por exemplo, as suculentas podem ser divididas em dois grandes grupos: as acaule (sem caules) e as caule (com caules).

As acaule são aquelas que não produzem caules e geralmente têm folhas mais grossas e carnudas. Já as caule são aquelas que produzem caules e geralmente têm folhas mais finas.

Além disso, as suculentas também podem ser divididas em dois tipos: as monocotiledôneas e as dicotiledôneas. As monocotiledôneas são aquelas que possuem apenas uma única cota (uma camada de tecido) no grão de semente, enquanto as dicotiledôneas possuem duas cotas.

suculenta 9

No entanto, a maioria das suculentas que você encontrará à venda são monocotiledôneas. Isso porque elas são mais fáceis de cultivar a partir de sementes e geralmente têm um crescimento mais rápido.

Hora de Plantar:

Uma vez que você já escolheu o tipo de suculenta que quer cultivar, é hora de comprar as sementes. Você pode encontrá-las em lojas especializadas em plantas ou até mesmo online.

Leia em seguida:  Como cuidar de palmeiras: Regar, plantar, solo e ambiente

No entanto, é importante verificar se as sementes estão frescas antes de comprá-las, pois isso influencia diretamente na sua germinação. Sementes velhas tendem a não germinar ou produzir plantas fracas.

Após adquirir as sementes, é hora de prepará-las para o plantio.

Para isso, você precisará misturá-las com areia fina e envolvê-las em papel umedecido. Em seguida, coloque-as em um recipiente com tampa (como um frascos) e mantenha-o em um local quente e ensolarado até que as sementes germinem, o que geralmente leva cerca de 2 a 3 semanas.

Quando as sementes germinarem, é hora de transplantá-las para vasos individualmente. Para isso, use um substrato bem drenado composto por areia grossa e terra vegetal (ou então uma mistura pronta para plantio de suculentas).

foto da haworthia

Coloque uma pequena quantidade do substrato na base do vaso e depois faça um buraco no meio com o auxílio de um dedal ou um canudo.

Pegue uma das mudinhas germinadas cuidadosamente pelos caules e coloque-a dentro do buraco, tomando cuidado para não danificar as raízes delicadas. Cubra o buraco com mais substrato até ficar bem firme e regue bastante para que o substrato fique bem úmido (mas não encharcado).

Coloque o vasinho num local ensolarado, mas protegido dos raios diretos do sol e aguarde alguns dias até que a mudinha se adapte à nova casa antes de regar novamente.

Dica: Uma fácil e linda e plantar é a Haworthia.

10 Dicas na hora de plantar sua semente:

foto da haworthia em vaso

Sementes de suculentas são um ótimo jeito de começar um jardim de suculentas, mas elas precisam de alguns cuidados especiais para germinar e crescer.

Aqui estão 10 dicas para plantar sementes de suculentas com sucesso:

  1. Escolha uma boa variedade de sementes. Há muitas variedades diferentes de suculentas, então escolha uma que seja adequada para o seu clima e solo.
  2. Prepare o solo. Suculentas geralmente crescem melhor em um solo bem drenado, por isso é importante adicionar areia ou outro material poroso à mistura do seu solo.
  3. Sementes frescas germinam melhor. Tenha certeza de que as suas sementes são frescas antes de plantá-las. Sementes velhas podem não germinar ou crescer bem.
  4. Lave as sementes antes de plantar. Lave as sementes com água morna para remover qualquer impureza que possa impedir a germinação.
  5. Plantei as sementes em uma superfície plana. Use uma tábua ou outra superfície plana para espalhar as sementes uniformemente. Não as enterre, pois elas precisam de luz para germinar.
  6. Cubra as sementes com uma camada fina de areia ou outro material poroso. Isso irá mantê-las úmidas e permitir que a luz penetre, o que é necessário para a germinação das sementes.
  7. Mantenha as sementes úmidas, mas não encharcadas. Regue as sementes regularmente com água morna, permitindo que o solo seque entre os wateringings.
  8. Coloque as sementes em um local quente e ensolarado. Suculentas geralmente germinam melhor em ambientes quentes e ensolarados, por isso coloque-as perto de uma janela ou em um local quente da casa.
  9. Seja paciente! Germinar sementes pode levar algum tempo, então tenha paciência e não desista se não vir resultados imediatos.
  10. Transplante as mudas para vasos individuais quando forem fortes o bastante
Leia em seguida:  09 espécies de palmeiras para cultivo

Perguntas mais comuns:

1. Como começar a plantar suculentas?

Para começar a plantar suculentas, você precisará de sementes, estufa e substrato. Antes de mais nada, escolha as sementes das suculentas que deseja cultivar. Em seguida, prepare uma estufa para as sementes, forrando o fundo com um substrato poroso. Depois de semear as sementes, mantenha-as úmidas e bem iluminadas até que elas germinem.

2. Qual é o melhor substrato para suculentas?

O melhor substrato para suculentas é aquela que drena rapidamente e não retém umidade. A areia grossa é um bom exemplo de substrato poroso. Outros exemplos incluem casca de pinheiro, casca de arroz carbonizada e perlita.

3. Quanto tempo leva para uma suculenta germinar?

O tempo que leva para uma suculenta germinar depende da espécie da planta. Algumas suculentas podem germinar em apenas alguns dias, enquanto outras levam semanas ou algumas mais exóticas até meses.

4. Como saber se as sementes estão prontas para plantio?

As sementes estão prontas para plantio quando elas forem escuras e opacas. Se as sementes forem brilhantes ou transparentes, elas ainda não estão maduras o bastante para serem plantadas.

foto da haworthia espinhosa

5. Posso usar qualquer tipo de estufa para as minhas suculentas?

Não. É importante usar uma estufa que seja bem ventilada e tenha um bom dreno para evitar que as raízes das plantas fiquem encharcadas. Algumas pessoas também preferem usar estufas com telas nas janelas para evitar que insetos entrem na área de cultivo.

6. Quantos dias por semana devo regar as minhas suculentas?

O ideal é regar as suculentas duas vezes por semana durante os meses quentes e uma vez por semana durante os meses frios. No entanto, isso pode variar dependendo do clima e do tipo de substrato utilizado.

Leia em seguida:  Como cultivar palmeiras em vasos (Guia completo)

7. Devo fertilizar as minhas suculentas?

. As suculentas e cactos geralmente não precisam ser fertilizados com muita frequência. Uma boa regra geral é fertilizar a cada três meses durante os meses quentes e a cada seis meses durante os meses frios.

8. Como transplantar suculentas?

Transplantar suculentas é geralmente bastante simples. Para começar, escolha um vaso um pouco maior que o atual e encha-o com um substrato poroso. Em seguida, retire a planta do vaso antigo e coloque-a no novo vaso. Depois de transplante, dê à planta uma boa rega para ajudá-la a se adaptar à nova situação.

9. Quais são as principais doenças das suculentas?

As principais doenças das suculentas são a podridão radical, a podridão dos caules e o mofo da folhagem. A podridão radical é causada por uma excessiva umidade nas raízes da planta, enquanto a podridão dos caules é causada pelo acúmulo de água nos caules. O mofo da folhagem é causado pelo excesso de umidade na folhagem da planta.

10. Como posso saber se minhas suculentas estão em perigo?

As suculentas estão em perigo quando apresentam sinais de doença, como manchas nas folhas ou no caule, folhas amareladas ou quebradiças e raízes podres. Se você notar qualquer um destes sinais, é importante consultar um especialista para tratar a planta o mais rápido possível.

Gostou? Compartilhe com os amigos:

IMPORTANTE: O conteúdo deste artigo foi atualizado em 26-06-2022 pela equipe do GPA Brasil. O Artigo acima ou qualquer conteúdo do site tem função apenas informativa e deve ser utilizada sempre com atenção.

Deixe um comentário