Quais São as Melhores Plantas para Jardins Verticais Internos?

Quer deixar sua casa ainda mais verde e aconchegante? Então você precisa conhecer as melhores plantas para jardins verticais internos! Já imaginou ter um cantinho cheio de vida, mesmo sem muito espaço? Neste artigo, vou te mostrar as opções mais indicadas e te contar todos os segredos para cuidar delas. Quer saber mais? Vem comigo!

Importante Saber:

  • Samambaia: uma planta de folhagem exuberante que se adapta bem a ambientes internos e não precisa de luz direta do sol.
  • Pothos: uma planta de crescimento rápido que é perfeita para jardins verticais internos. Ela também é conhecida por purificar o ar.
  • Jiboia: uma planta trepadeira que se adapta facilmente a jardins verticais internos. Ela possui folhas grandes e vistosas.
  • Peperômia: uma planta compacta com folhas coloridas e variadas. Ela é ideal para espaços pequenos e não precisa de muita luz solar.
  • Orquídea: uma planta elegante e sofisticada que pode ser cultivada em jardins verticais internos. Ela requer cuidados especiais, mas vale a pena pelo visual deslumbrante.
  • Suculentas: essas plantas são ideais para jardins verticais internos, pois são resistentes e requerem pouca manutenção. Elas também vêm em uma variedade de formas e cores.
  • Hera: uma planta trepadeira clássica que se adapta bem a jardins verticais internos. Ela possui folhas pequenas e delicadas.
  • Lírio da paz: uma planta de fácil cultivo que se adapta bem a ambientes internos com pouca luz. Ela também é conhecida por purificar o ar.
  • Bromélia: uma planta tropical com flores coloridas que pode ser cultivada em jardins verticais internos. Ela requer umidade e luz indireta.
  • Asplênio: uma planta de folhagem exuberante que se adapta bem a ambientes internos com pouca luz. Ela também é conhecida por purificar o ar.


O que são jardins verticais internos?

Você já ouviu falar em jardins verticais internos? São aquelas paredes verdes cheias de plantas que vemos em alguns lugares, como em escritórios, casas e até mesmo em restaurantes. Essa técnica de jardinagem consiste em cultivar plantas na vertical, aproveitando o espaço das paredes para criar um ambiente mais verde e agradável.

Benefícios e vantagens dos jardins verticais internos

Os jardins verticais internos trazem diversos benefícios para o ambiente. Além de deixar o local mais bonito e aconchegante, eles também ajudam a purificar o ar, melhorar a umidade do ambiente e até mesmo reduzir o estresse. Além disso, os jardins verticais internos podem ser uma ótima opção para quem tem pouco espaço disponível, já que ocupam apenas as paredes.

Como escolher as melhores plantas para jardins verticais internos

Ao escolher as plantas para o seu jardim vertical interno, é importante considerar alguns fatores, como a quantidade de luz natural disponível no ambiente, a facilidade de manutenção e o tamanho das plantas. Algumas opções de plantas que se adaptam bem a ambientes internos são as samambaias, as suculentas, os antúrios e as heras.

Plantas de baixa manutenção para jardins verticais internos

Se você não tem muito tempo para cuidar do seu jardim vertical interno, existem algumas plantas que são mais fáceis de manter. As suculentas, por exemplo, são ótimas opções, pois precisam de pouca água e se adaptam bem a ambientes com pouca luz. Outra opção é a espada-de-são-jorge, que é uma planta resistente e que não precisa de muitos cuidados.

Plantas comuns e acessíveis para jardins verticais internos

Se você está começando agora no mundo dos jardins verticais internos e quer plantas mais comuns e acessíveis, existem várias opções. Algumas delas são o jiboia, o antúrio, a hera e a renda-portuguesa. Essas plantas são facilmente encontradas em floriculturas e têm uma boa adaptação a ambientes internos.

Plantas aromáticas e medicinais para jardins verticais internos

Que tal ter um jardim vertical interno com plantas aromáticas e medicinais? Além de deixar o ambiente mais cheiroso, essas plantas também podem ser utilizadas na culinária e na medicina natural. Algumas opções são a hortelã, o alecrim, a lavanda e o manjericão. Além de serem fáceis de cultivar, essas plantas trazem benefícios para a saúde.

Dicas de cuidados essenciais para manter um jardim vertical interno saudável

Para manter seu jardim vertical interno saudável, é importante seguir algumas dicas de cuidados. Regar as plantas regularmente, mas sem encharcar, é essencial. Além disso, é importante ficar atento à quantidade de luz que as plantas recebem, pois cada espécie tem suas necessidades específicas. Também é importante fazer a adubação regularmente para garantir que as plantas recebam os nutrientes necessários.

Agora que você já conhece as melhores plantas para jardins verticais internos e sabe como cuidar delas, que tal começar a montar o seu próprio jardim vertical interno? Com um pouco de dedicação e cuidado, você terá um ambiente mais verde e agradável em sua casa ou escritório. Experimente e aproveite todos os benefícios que os jardins verticais internos podem trazer para você!


Mito Verdade
Apenas plantas artificiais podem ser usadas em jardins verticais internos. Não é verdade. Existem várias plantas naturais que são adequadas para jardins verticais internos, como samambaias, heras, pothos, filodendros e musgos.
Só é possível cultivar plantas pequenas em jardins verticais internos. Isso é um mito. Existem plantas de diferentes tamanhos que podem ser cultivadas em jardins verticais internos, desde plantas pequenas até plantas maiores, como trepadeiras e arbustos compactos.
Jardins verticais internos exigem muita manutenção. Na verdade, a manutenção necessária para um jardim vertical interno pode ser mínima. Escolhendo as plantas certas e fornecendo as condições adequadas de luz, água e nutrientes, é possível criar um jardim vertical de baixa manutenção.
Jardins verticais internos são difíceis de instalar. Não é verdade. Existem várias opções de sistemas de jardins verticais internos disponíveis no mercado que são fáceis de instalar, como painéis modulares, vasos suspensos e sistemas de irrigação automatizados.


Curiosidades:

  • Samambaia: é uma planta que se adapta bem a ambientes internos e possui folhagem exuberante.
  • Jiboia: também conhecida como planta-cobra, é uma trepadeira que se desenvolve muito bem em jardins verticais internos.
  • Peperômia: é uma planta de pequeno porte, ideal para jardins verticais internos menores.
  • Orquídea: apesar de ser uma planta mais delicada, algumas espécies de orquídeas se adaptam bem a jardins verticais internos.
  • Bromélia: é uma planta tropical que se adapta bem a ambientes internos, além de possuir flores coloridas.
  • Clorofito: também conhecido como “planta aranha”, é uma opção popular para jardins verticais internos.
  • Herbáceas aromáticas: plantas como manjericão, hortelã e alecrim são ótimas opções para jardins verticais internos, pois além de decorativas, podem ser utilizadas na culinária.
  • Pilea peperomioides: essa planta de origem chinesa possui folhas arredondadas e é bastante popular em jardins verticais internos.
  • Lírio da paz: é uma planta que se adapta bem a ambientes internos com pouca luz natural.
  • Samambaias de metro: são samambaias que possuem folhagem longa e pendente, ideais para jardins verticais internos.


Definições:


Glossário de palavras relacionadas a jardins verticais internos:

1. Jardim vertical: Um jardim vertical é uma estrutura que permite o cultivo de plantas na vertical, ou seja, em paredes ou estruturas suspensas.

2. Plantas pendentes: São plantas que possuem caules longos e flexíveis, que se penduram naturalmente. São ideais para jardins verticais internos pois se adaptam bem a espaços reduzidos.

3. Epífitas: São plantas que crescem sobre outras plantas, sem prejudicá-las. São ótimas opções para jardins verticais internos pois não precisam de solo para se desenvolverem.

4. Suculentas: São plantas que armazenam água em suas folhas, caules ou raízes. São ideais para jardins verticais internos pois são resistentes e exigem pouca manutenção.

5. Samambaias: São plantas que possuem folhas delicadas e pendentes, ideais para jardins verticais internos pois se adaptam bem a ambientes com sombra e umidade.

6. Orquídeas: São plantas conhecidas por suas flores exuberantes e delicadas. Podem ser cultivadas em jardins verticais internos desde que recebam a quantidade adequada de luz e umidade.

7. Paredes verdes: Também conhecidas como green walls, são estruturas compostas por painéis ou treliças onde as plantas são fixadas. Permitem a criação de jardins verticais internos de forma organizada e estética.

8. Irrigação automatizada: É um sistema que permite a irrigação das plantas de forma automática, controlada por um temporizador. É ideal para jardins verticais internos pois facilita a manutenção e garante que as plantas recebam a quantidade adequada de água.

9. Substrato: É o material utilizado para o cultivo das plantas em jardins verticais internos. Pode ser composto por uma mistura de terra, areia, casca de coco, entre outros materiais, dependendo das necessidades das plantas.

10. Iluminação artificial: É a utilização de luzes artificiais para fornecer a quantidade adequada de luz às plantas em jardins verticais internos. É especialmente útil em ambientes com pouca iluminação natural.

11. Manutenção: Refere-se às atividades necessárias para manter um jardim vertical interno saudável, como regar as plantas, podar folhas mortas, fertilizar o substrato, entre outras tarefas.

12. Espécies nativas: São plantas que são nativas de determinada região ou país. Optar por espécies nativas em jardins verticais internos pode trazer benefícios como maior resistência a doenças e insetos, além de contribuir para a preservação da biodiversidade local.

13. Sombreamento: É a técnica de criar sombras artificiais em jardins verticais internos para proteger as plantas do excesso de luz solar direta. Pode ser feito com o uso de telas ou cortinas leves.

14. Drenagem: É o processo de remoção do excesso de água do substrato em jardins verticais internos. É importante para evitar o apodrecimento das raízes das plantas.

15. Adubação: É a aplicação de nutrientes no substrato para fornecer às plantas os elementos essenciais para seu crescimento saudável. A adubação em jardins verticais internos deve ser feita regularmente, de acordo com as necessidades das plantas.

1. O que são jardins verticais internos?


R: Jardins verticais internos são uma forma de cultivar plantas em espaços pequenos, utilizando paredes ou estruturas verticais para criar um jardim vertical.

2. Por que ter um jardim vertical interno?


R: Ter um jardim vertical interno traz diversos benefícios, como melhorar a qualidade do ar, reduzir o estresse, aumentar a umidade do ambiente e trazer mais beleza e vida para a casa.

3. Quais são as melhores plantas para jardins verticais internos?


R: Algumas das melhores plantas para jardins verticais internos são samambaias, heras, suculentas, bromélias, filodendros e peperômias. Essas plantas se adaptam bem a ambientes com pouca luz e não precisam de muito espaço para crescer.

4. Como cuidar das plantas em um jardim vertical interno?


R: Para cuidar das plantas em um jardim vertical interno, é importante regá-las regularmente, mas sem encharcar o solo. Também é necessário fornecer a quantidade adequada de luz para cada tipo de planta e realizar a adubação regularmente.

5. Posso ter um jardim vertical interno mesmo em apartamentos pequenos?


R: Sim! Os jardins verticais internos são perfeitos para apartamentos pequenos, pois ocupam pouco espaço horizontalmente e utilizam as paredes como suporte para as plantas.

6. É possível ter um jardim vertical interno sem fazer bagunça?


R: Sim! Existem diversas opções de jardins verticais internos que não requerem furos nas paredes, como os painéis modulares ou os vasos autoirrigáveis. Assim, você pode ter um jardim vertical sem fazer sujeira.

7. Quanto tempo leva para as plantas crescerem em um jardim vertical interno?


R: O tempo que as plantas levam para crescer em um jardim vertical interno pode variar de acordo com a espécie. Algumas plantas podem crescer rapidamente, enquanto outras demoram um pouco mais. É importante pesquisar sobre as características de cada planta antes de escolher quais cultivar.

8. É necessário utilizar substrato especial para jardins verticais internos?


R: Sim, é recomendado utilizar um substrato especial para jardins verticais internos, pois ele é mais leve e possui uma boa drenagem, evitando que as raízes das plantas fiquem encharcadas.

9. Posso cultivar ervas aromáticas em um jardim vertical interno?


R: Sim! As ervas aromáticas, como manjericão, salsa e hortelã, são ótimas opções para serem cultivadas em jardins verticais internos. Além de perfumarem o ambiente, você também pode utilizá-las na cozinha.

10. É possível automatizar a irrigação de um jardim vertical interno?


R: Sim! Existem sistemas de irrigação automática que podem ser instalados em jardins verticais internos, facilitando o cuidado com as plantas e garantindo que elas recebam a quantidade adequada de água.

11. Quais são os cuidados básicos para manter um jardim vertical interno saudável?


R: Além de regar e adubar regularmente, é importante ficar atento à quantidade de luz que as plantas estão recebendo. Também é necessário fazer a limpeza das folhas, removendo eventuais pragas ou sujeiras.

12. É possível criar um jardim vertical interno sem gastar muito dinheiro?


R: Sim! É possível criar um jardim vertical interno sem gastar muito dinheiro utilizando materiais reciclados, como garrafas PET ou pallets. Também é possível fazer mudas a partir de sementes, o que reduz os custos.

13. Onde posso encontrar inspirações para criar meu jardim vertical interno?


R: Você pode encontrar inspirações para criar seu jardim vertical interno em revistas de jardinagem, sites especializados, redes sociais (como o Pinterest) e até mesmo visitando lojas de jardinagem.

14. É possível ter um jardim vertical interno em locais com pouca luz?


R: Sim! Existem plantas que se adaptam bem a ambientes com pouca luz, como as samambaias e as heras. Essas plantas conseguem sobreviver e até mesmo crescer em locais com iluminação indireta.

15. Quais são os benefícios de ter um jardim vertical interno?


R: Ter um jardim vertical interno traz diversos benefícios, como melhorar a qualidade do ar, reduzir o estresse, aumentar a umidade do ambiente e trazer mais beleza e vida para a casa. Além disso, cuidar das plantas pode ser uma atividade relaxante e prazerosa.

IMPORTANTE: O conteúdo deste artigo foi atualizado em 04-12-2023 pela equipe do GPA Brasil. O Artigo acima ou qualquer conteúdo do site tem função apenas informativa e deve ser utilizada sempre com atenção.

Deixe um comentário