Barbeiros e a Doença de Chagas

Os barbeiros são insetos temidos pelos seres humanos por serem os principais responsáveis pela transmissão da Doença de Chagas. Pensando nisso, nós, do GPA Brasil fizemos um artigo completo com as principais dúvidas sobre esse animal.

Como um inseto de hábitos noturnos, atacam, na maioria das vezes, quando estamos dormindo e não conseguimos notar sua presença. Ainda assim, é possível que você os encontre durante o dia.

Ao encontrar um barbeiro, alguns procedimentos devem ser adotados para proteger a sua saúde e da sua família.

Veja no artigo abaixo como identificar esse inseto, o que fazer quando for picado e como evitar que entrem na sua casa ou estabelecimento.

Gênero:Triatoma
Hábitos:Noturnos
Alimentação:Sangue de outros animais
Venenoso:Pode transmitir Doença de Chagas

Quais suas Características Físicas

foto do inseto barbeiro em pé
Fonte: Canva.

Você já se perguntou porque esse inseto se chama barbeiro? Se sim, temos a resposta.

Esse animal de hábitos noturnos, costuma atacar enquanto estamos dormindo. E, por, geralmente, dormirmos cobertos deixando somente o rosto desprotegido, eles picam na área da cabeça. Por isso o nome barbeiro.

Os barbeiros são insetos comuns em países como Brasil, Bolívia, Peru, Chile, Argentina, Paraguai e Uruguai. São conhecidos, principalmente, por transmitir a doença de Chagas.

Por serem comuns nesses países, são insetos relativamente fáceis de reconhecer graças as suas características físicas únicas e autênticas.

Existem várias espécies do inseto, mas, todas costumam apresentar o corpo em forma de gota com tracinhos nas bordas do que seria o casco.

Além disso, eles apresentam veias na barriga que ficam evidentes se você se aproximar.

Outra característica comum são as patas serem de espessura tão semelhante que parecem iguais. As antenas não são muitos longas e ficam apontadas para as extremidades da cabeça. 

Veja também nosso artigo sobre aranha caranguejeira.

Os mais comuns aqui no Brasil são:

  • Panstrosgylus megistus: corpo totalmente negro com pintas vermelhas. Comum em Minas Gerais, Pará, Piauí, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espirito Santo, Rio de Janeiro, goiás e Mato Grosso do Sul
  • Triatoma brasiliensis: comum na região nordeste, tem o corpo amarronzado com manchas amareladas. Pode atacar durante o dia;
  • Triatoma intestans: tem o corpo amarronzado e mais estreito que o anterior. Comum no Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, paraná, Mato Grosso, Pernambuco, Paraíba e Piauí;
  • Rhodnius neglectus: corpo marrom claro com manchas marrom escuro em toda a sua extensão. Comum na Bahia, Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Tocantins, Maranhão e Mato Grosso.

Habitat dos Barbeiros

Os barbeiros são comuns em lugares como estábulos, chiqueiros, galinheiros, pombais e casas de barros batido ou em folhagens usadas como telhado.

 Apesar de não tão comum podem ser vistos em casas, principalmente em móveis de madeira.

A coloração desses insetos permite que se camuflem em folhagens secas e troncos de árvores. Principalmente durante a noite que é quando saem para caçar e comer.

Os barbeiros são insetos noturnos, portanto, eles preferem se esconder em lugares escuros, quentes e úmidos.

Por isso, é comum que a maioria dos ataques ocorra durante a noite, ainda que algumas espécies também possam ser vistas caçando durante o dia.

A picada deste inseto não dói, pois ele tem, na saliva, um componente anestésico que faz com que você não sinta quando é picado. Assim, os barbeiros conseguem sugar o sangue da presa por mais tempo.

A picada é percebida após certo período, quanto quem foi atacado sente uma leve coceira e percebe irritação no local. Geralmente áreas do rosto ou próximas.

Logo os barbeiros podem ser encontrados em diversos locais, mas deve-se ter cuidado principalmente em casas de barros e locais onde entulhos são acumulados, deixando o ambiente escuro e úmido que facilita o esconderijo dessa espécie de inseto.

Ainda que sejam animais noturnos, são atraídos principalmente por luminosidade.

Leia nosso artigo sobre inseto tesourinha e aprenda a como evitar esse animal na sua casa.

O que os Barbeiros Comem

foto do inseto barbeiro preto
Fonte: Canva.

Os barbeiros se alimentam através de uma espécie de sugador que fica na parte de baixo da sua cabeça, dessa forma conseguem se alimentar.

Animais que possuem essa tromba para se alimentar podem comer seiva de plantas, outros animais e sangue.

Os barbeiros, por exemplo, são animais hematófagos, ou seja, se alimentam de sangue através da sucção. E fazem isso devido à sua tromba ser curvada para baixo.

Eles, por meio do processo digestivo, fazem a separação dos nutrientes no sangue da vítima sendo utilizados da melhor maneira, segundo o seu organismo.

Eles se alimentam por meio do “sugador” que possuem no rosto, perfuram a pele e alcançam a corrente sanguínea da sua presa. Segundo uma pesquisa da Fio Cruz após analisarem 279 barbeiros, foi encontrado sangue de 21 animais vertebrados, sendo eles:

  • 57,8%¨de roedores
  • 21.1% de caprinos
  • 21.1% entre bovinos, gatos, galinhas, marsupiais, suínos e cavalos.

Apesar deste inseto também se alimentar de sangue humano, esse tipo sanguíneo foi tão comum no organismo do inseto quanto se esperava. Sendo esse resultado, uma resposta ao controle praticado pelos órgãos estaduais, diminuindo o contato do Barbeiro com pessoas.

Quanto Tempo Vive um Barbeiro?

O Barbeiro (Triatoma infestans) vive em média entre 1 e 2 anos, tempo consideravelmente maior do que muitos outros insetos ainda que do mesmo gênero.

Essa resistência e tempo de vida maior é um dos fatores que o fazem um inseto tão perigoso, visto que se estiver infectado, pode passar a doença de chagas para dezenas de pessoas no seu período de vida.

Por isso, tenha muito cuidado, não acumule entulhos e feche bem as portas antes de dormir colocando panos embaixo para impedir que eles entrem assim como os engongos (piolhos-de-cobra).

Como os Barbeiros se Reproduzem

A forma de reprodução do barbeiro é a da copulação, ou seja, por meio de relações sexuais entre os gêneros da espécie.

Algo curioso é que os machos tentam se reproduzir logo no primeiro dia da fase adulta e não precisam se alimentar para que esse processo ocorra.

Outro fato sobre os machos é que eles só saem do seu esconderijo em busca de sangue ou sexo. Dão prioridade à alimentação e procriação, fato nada surpreendente sobre a espécie.

Eles são atraídos cheiro que as fêmeas exalam. Alguns estudos indicam que as fêmeas desse gênero preferem machos que estão nutridos, ou seja, que acabaram de comer.

Elas, ao escolher seu par para reprodução se baseiam no quão bem o macho estiver alimentado, isso quer dizer que ela inconscientemente mostra menos rejeição aos machos mais nutridos.

A fêmea desova no lugar onde costumava se esconder e se abrigar, colocando os ovos de forma parcelada sendo aproximadamente 45 de cada vez, totalizando um pouco mais de 200 ao final.

Os filhotes geralmente levam de vinte a trinta dias para nascer. Esses pequenos barbeiros levam um ano até se tornarem adultos e começarem a procriar.

Ambos os gêneros dessa espécie são capazes de transmitir a Doença de Chagas.

É importante que se conheça cada vez mais sobre a reprodução deste inseto, visto que a melhor forma de acabar com a proliferação da doença é se proteger dos Barbeiros, o seu principal transmissor.

Predadores do Inseto

foto do inseto barbeiro
Fonte: Canva.

Por serem insetos, podem ser comidos facilmente por diversas espécies de animais em que a dieta é baseada em seres dessa categoria.

Algumas formigas e abelhas são capazes de se alimentar do barbeiro. Além disso, outras espécies como galinhas e outras aves como pássaros também podem ser predadores frequentes dessa espécie.

Você também vai gostar de saber como se proteger da aranha armadeira.

O que Fazer ao Encontrar um Barbeiro

Os barbeiros são parecidos com outros insetos sendo preciso ter certeza de que o exemplar encontrado é realmente dessa espécie.

Se o inseto que você encontrou em casa ou que picou você é um barbeiro, o ideal é que você capture o animal e o leve para um posto de saúde ou posto de vigilância epidemiológica da sua cidade, caso tenha.

Não mate o inseto!

Dessa forma, os profissionais farão um exame com o inseto para comprovar se ele tem o protozoário que indica a possível transmissão da doença de chagas.

Caso dê positivo, o próximo passo é fazer um exame com os moradores da casa onde o inseto foi encontrado para ter certeza de que foram infectados ou não.

Esse procedimento é muito importante, pois, quando a doença é identificada no início, em sua fase aguda, é possível curar.

Para capturá-lo, você precisará de um copo e um papel. Coloque o copo por cima do inseto e passe o papel por baio fazendo com que ele fique por cima.

O Barbeiro é Venenoso? Sintomas da Picada.

O barbeiro não é um inseto venenoso, a preocupação com essa espécie é por ela ser a principal transmissora do protozoário responsável pela doença de chagas, por isso, devemos ter cuidado em nossas casas para não permitir que ele entre e nos “morda” enquanto dormimos.

Como dito anteriormente, a picada do barbeiro não costuma doer e esse inseto ataca quando estamos dormindo, tornando ainda mais difícil de tirá-lo antes que se alimente do nosso sangue.

O local costuma ficar vermelho e coçar bastante, é esse coçar que faz com que a doença nos “pegue”.

A transmissão não ocorre logo durante a picada e sim quando coçamos e espalhamos as fezes do inseto.

Como Evitar o Inseto Barbeiro

foto do barbeiro visto de lado
Fonte: Canva.

Para se prevenir de contrair a Doença de Chagas, evite lugares propícios a ser o esconderijo desse animal, jogue fora pedras e entulhos, acumulados de madeira, entulhos, entre outros.

A alimentação do barbeiro não é restrita a sangue de humanos, por isso, se tiver animais de estimação, mantenha-os sempre limpos e com coleiras anti carrapatos.

Assim como local onde esses animais permanecem e dormem também deve estar sempre higienizados para diminuir o risco do surgimento de barbeiros no local.

Todas prevenções ainda não são suficientes para inibir a doença, por isso faça exames sanguíneos periodicamente

Faça-os mais ainda quando for picado por um barbeiro, para constatar se está ou não infectado pela doença.

Tente tomar bastante cuidado e selecionar bem onde consome açaí ou caldo de cana, não são todos os estabelecimentos, mas, alguns vendem esses produtos sem o tratamento adequado e isso pode transmitir a Doença de Chagas.

Ao notar sintomas persistentes, consulte o médico para iniciar o tratamento adequado e aumentar a possibilidade de cura.

Todo Barbeiro Transmite Chagas?

Não, apenas os que estão contaminados com o protozoário causador da doença.

Vendo que existem mais de 100 espécies de barbeiros seria estranho achar que todos eles transmitem chagas. De todas as espécies só 5 destas a transmitem.

Um ponto importante de se lembrar é que o barbeiro deve ter o protozoário parasita nele para poder causar esta doença e essa constatação será feita por um profissional caso você consiga capturar o inseto.

Caso não seja nenhuma dessas 5 espécies e não tenha o protozoário alojado, ele não terá como transmitir a doença.

O que é a doença de Chagas?

A Doença de Chagas é uma enfermidade infecciosa transmitida pelo barbeiro que, após picar a pele do ser humano, deposita suas fezes que está infectada com o protozoário.

Após ingressar na corrente sanguínea, o protozoário infecta outras células do corpo humano, incluindo as do sistema imunológico, a do coração, dos músculos e do sistema nervoso.

Esta doença também é chamada de mal de Chagas ou Chaguismo.

Alguns Sintomas da Doença:

foto do inseto barbeiro
Fonte: Canva.

Insuficiência cardíaca

Isto acontece porque o vírus infecta e destrói as fibras musculares do coração, o quadro pode agravar e levar o infectado à morte.

Vale ressaltar que isso acontece após alguns anos de contraída a doença. Não é comum no início.

Problemas gastrointestinais

É comum ocorrer dilatação do cólon ou do esôfago, dificultando a passagem de alimentos, o que causa dores fortes na região do abdominal.

Esse é mais um sintoma que não é comum na fase inicial da doença e sim, após alguns meses ou até anos.

Outros problemas cardíacos e gastrointestinais podem surgir, agravando o quadro de quem estiver contaminado.

Existe Tratamento para a Doença?

Sim, atualmente é possível tratar e até mesmo curar a doença caso esteja em sua fase inicial chamada de aguda.

Após a confirmação de que você está infectado, é indicado o uso de benznidazol, que pode ser adquirido gratuitamente pelo SUS.

Ele é usado quando a doença está na fase inicial. O tempo e a dose varia conforme as especificidades de cada paciente.

Há outra opção para as pessoas que o organismo rejeita o benznidazol. Em casos como esse, o medicamento indicado é o nifurtimox.

AVISO: Não se automedique sem indicação médica. Se você desconfia que contraiu a Doença de Chagas, procure um profissional da área de saúde urgentemente.

Vale ressaltar que estes tratamentos obtêm melhores resultados quando feitos na fase inicial da doença.

Infelizmente nessa fase raramente o paciente sente sintomas, por isso, não sente a necessidade de ir ao posto de saúde. Por isso, é muito importante que você realize exames de sangue periodicamente.

O tratamento é consideravelmente mais difícil quando a pessoa infectada está com o quadro agravado, com lesões fortes nos órgãos e fase crônica da doença.

Se diagnosticada muito tarde, não é possível curar, mas, tratamentos são oferecidos para amenizar os desconfortos e dores.

Esse artigo foi útil para você? Acha que consegue identificar um barbeiro seguindo nossas dicas? Deixe seus comentários e compartilhe sua experiência relacionada a esse inseto.

IMPORTANTE: O conteúdo deste artigo foi atualizado em 23-11-2023 pela equipe do GPA Brasil. O Artigo acima ou qualquer conteúdo do site tem função apenas informativa e deve ser utilizada sempre com atenção.

8 comentários em “Barbeiros e a Doença de Chagas”

  1. Nossa , apareceu um aqui em casa nesse exato momento , sorte q eu o matei, pensei q fosse uma barata, vim peswuisa imediatamente . Nunca imaginei q poderia aparecer um aqui .

    Responder
  2. E matei 2 barbeiros no ano 2.000, estava do meu lado quando dormia, preto e pintas brancas.

    Acho que alguém colocou o barbeiro enquanto dormia.

    Responder
  3. Parabéns pelo ótimo material. Bastante instrutivo.
    Ressalto, porém, que testes parasitológicos, prestam-se mais na fase aguda, momento de alta parasitemia. Já na fase crônica com parasitemia desprezível os parasitológicos não são funcionais, assim são prescritos exames sorológicos específicos para a Doença de Chagas.

    Responder
  4. Boa tarde!
    Na noite anterior estava deitada ao lado da minha menina enquanto colocava ela para dormir, depois levantei e liguei a luz quando olhei para a cama vi um inseto correndo ligeiro na direção dela, então joguei ao chão e matei vi que ele estava cheio de sangue. Tem como eu enviar uma foto e tirar essa dúvida se é ou não um inseto barbeiro?

    Responder

Deixe um comentário